Jungmann se une a Quércia pelas prévias

O pré-candidato do PMDB à presidência da República, ministro Raul Jungmann, reúne-se na próxima quinta-feira com o ex-governador Orestes Quércia para tentar garantir a realização das prévias do partido, marcadas para o dia 17 de março. A cúpula do PMDB continua, no entanto, trabalhando para que as prévias, destinadas a escolher o candidato do partido à presidência, sejam mais uma vez adiadas.Nesta segunda-feira, à tarde, outro pré-candidato, o senador Pedro Simon (RS) insiste, em Brasília, na realização das prévias. Os dirigentes peemedebistas preferem fechar aliança com o candidato do PSDB à presidência, ministro José Serra, ou com o PFL da governadora Roseana Sarney a lançar candidato próprio.?As prévias estão sendo enterradas pelos próprios candidatos?, desconversa o ex-ministro peemedebista Moreira Franco, atual presidente da Fundação Ulysses Guimarães. Moreira Franco é do grupo liderado pelo presidente do PMDB, Michel Temer (SP), que trabalha contra as prévias e pela aliança com o PSDB.A cúpula do PMDB alega que não tem um nome forte para disputar a sucessão de Fernando Henrique Cardoso e que os três pré-candidatos ? além de Simon e Jungmann, o governador de Minas Gerais, Itamar Franco - não estão empenhados em fazer campanha nem divulgar suas candidaturas pelo País. ?Os candidatos precisam ter votos e me parece que nenhum deles cumpre esse requisito?, afirmou Moreira.O governador Itamar Franco era o pré-candidato do PMDB mais bem posicionado nas pesquisas de intenção de voto. Mas vem caindo. Na última pesquisa desceu de 9,8% para 3,8% das intenções de votos. Os três pré-candidatos e a ala contrária ao governo federal e à aliança com Serra continuam defendendo a candidatura própria e a realização das prévias em 17 de março. Este grupo está tentando colher assinaturas para fazer uma convenção extraordinária no dia 3 de março que confirme a realização das prévias.No encontro com Quércia nesta quinta-feira, Jungmann vai tentar acertar a realização da convenção extraordinária. Quércia é favorável à candidatura própria do PMDB desde que o candidato seja o governador Itamar Franco. As negociações da cúpula do PMDB para aliar-se a outros partidos estão avançadas.A preferência nesta segunda-feira recai sobre o tucano José Serra, que até já ofereceu a vaga de vice-presidente em sua chapa para o governador peemedebista de Pernambuco, Jarbas Vasconcellos. Caso Vasconcellos não aceite, o governador do Rio Grande do Norte, Garibaldi Alves, é outro cotado para ocupar a vaga de vice.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.