Jungmann: registro único de terras acaba com grilagem

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, afirmou nesta segunda-feira emSão Paulo que a aprovação, no Senado Federal, da lei que cria o Sistema Público deRegistro de Terra vai acabar com a grilagem de terras no País."Com os bancos dedados unificados, toda vez que alguém for registrar uma propriedade rural, seráverificado se já não existe registro dela", disse o ministro, durante assinatura deum termo de compromisso que destina para ao Estado R$ 100 milhões do Banco da Terra.O Sistema Público de Registro de Terra, de acordo com Jungmann, unifica as bases dedados dos cartórios, dos Institutos de Terras, do Incra e da Receita Federal."Comisso, a terra será registrada uma única vez. Quem tentar registrar terra alheia,poderá ser preso", disse.O projeto de lei que cria o sistema já foi aprovado naCâmara e poderá ser votado no Senado já na próxima semana, segundo o ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.