Jungmann recebe famílias cadastradas nos Correios

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, entrevistou nesta segunda-feira, no Engenho Minguito, em Rio Formoso, na zona da mata, as primeiras famílias que se cadastraram para a reforma agrária pela incrição feita nos Correios.O Programa de Acesso Direto à Terra cadastrou mais de 200 mil trabalhadores no Brasil, 7.530 deles em Pernambuco. São Paulo é o líder, com 33.816 inscritos. Moacir Amaro dos Santos, 40 anos, morador do Engenho Mato Grosso de Baixo, no município de Tamandaré, próximo a Rio Formoso, foi o primeiro inscrito no programa no Estado. Com cinco filhos, ele estava morando em acampamentos há oito anos. Segundo Jungmann, o programa permite conhecer melhor os trabalhadores que reivindicam terra para trabalhar e evitar fraudes no processo de reforma agrária."O cadastramento vai permitir uma seleção mais criteriosa das pessoas que estão chegando aos novos assentamentos", afirmou ele. O superintendente regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Geraldo Eugênio, informou que Pernambuco já possui 32 imóveis com capacidade para assentar 1,6 mil famílias.Para fazer parte do programa, lançado em novembro do ano passado, o candidato deve comprovar experiência de no mínimo cinco anos em atividade agropecuária. Têm prioridade, de acordo com o Ministério, os trabalhadores que já morem na região.O ministro também entregou 65 moradias, atendendo 625 pessoas, dentro do Programa de Habitação Rural, que prevê a construção de 4.331 casas nas áreas de assentamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.