Jungmann anula registro de terras no Acre

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, anulou hoje o registro de 258.847 hectares de terras da Gleba Ajurimagua, em Sena Madureira, a 146 quilometros de Rio Branco. Os documentos estavam em nome de Odete D´Ávila, ex-mulher de Falb Saraiva de Farias, tido como o maior grileiro de terras do Brasil. As terras serão usadas para assentamento de agricultores sem-terra.Hoje, Jungmann também repassou aos Correios 4,3 mil títulos definitivos para serem distribuídos no Projeto de Colonização Peixoto. Em outra cerimônia, o ministrou destinou R$2,6 milhões para o governo do Acre comprar terra e assentar l.000 famílias.Jungmann se reuniu com integrantes da Justiça Federal para conversar sobre o Projeto Benfica, invadido em parte por não beneficiários da reforma agrária, como ex-deputados e altos funcionários públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.