Jungmann acusa PT de censurar inserção do PPS

O deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE) qualificou de censura a contestação que o PT pretende fazer das inserções veiculadas pelo PPS na TV e no rádio que questionam a mudança nas regras da poupança. "Isso demonstra nervosismo e medo do PT com essa garfada que eles vão dar na poupança dos brasileiros", defendeu-se. O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), afirmou hoje que vai entrar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra as inserções. No vídeo, Jungmann diz: "O governo vai mexer na poupança, como fez o governo Collor", referindo-se ao ex-presidente Fernando Collor de Mello, que confiscou os depósitos em 1990.

CAROLINA RUHMAN, Agencia Estado

23 de abril de 2009 | 18h37

O deputado destacou que Lula já admitiu que as regras da poupança serão alteradas e negou ter insinuado que o presidente iria confiscar a poupança. "Eu não afirmei que o governo Lula vai fazer confisco, eu disse que vai diminuir o rendimento", afirmou. Jungmann avaliou que existem "outras maneiras" de resolver o problema da dívida pública "sem punir os poupadores". "Isso não faz sentido", atacou.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEPTPPS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.