Julgamento do mensalão deve ser exemplo, diz Gerdau

Para empresário, definições de casos como esse 'moldam o comportamento futuro' do País

Rafael Moraes Moura - Agência Estado

23 de agosto de 2012 | 11h38

BRASÍLIA - O empresário Jorge Gerdau, presidente da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, vinculada ao conselho do governo, defendeu nesta quinta-feira, 23, que o julgamento do mensalão "sirva de exemplo ao comportamento futuro do País". Gerdau participa de seminário no Palácio do Planalto sobre o papel da câmara.

 

Questionado por repórteres sobre a expectativa em relação ao julgamento e o seu impacto na administração pública, Gerdau respondeu que o assunto "não é tema da Câmara de Gestão" para que ele desse opinião e afirmou que é preciso deixar "o Judiciário trabalhar".

 

"O importante é que nós tenhamos soluções eficientes, porque a definição desses temas complexos como corrupção ou não corrupção definem o comportamento futuro. O Brasil tem que acertar o seu passo nesse sentido, porque isso deve servir de exemplo ao comportamento futuro do País, com relação à legislação e a todo o comportamento", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.