Juízes pedirão fim do nepotismo no Executivo e Legislativo

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) informou, nesta terça-feira, que vai entregar amanhã uma representação ao Ministério Público Federal (MPF) com objetivo de acabar com o nepotismo também nos Poderes Legislativo e Executivo, a exemplo do que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já definiu para o Judiciário.No documento a ser encaminhado ao MPF, a AMB pedirá a instauração de procedimento administrativo para posterior ação de improbidade contra os integrantes de ambos os Poderes que, ao manter parentes não concursados em cargos comissionados, violando os princípios de moralidade e impessoalidade, estão sujeitos à ação.Os magistrados afirmaram que o fim do nepotismo independe de emenda constitucional, como sustentam alguns setores. Segundo eles, já que houve a proibição dessa prática da no Judiciário, ela deve aplicar-se também aos demais Poderes. A representação será entregue às 10h30 ao procurador-geral da República, Antônio Fernando Barros e Silva de Souza, na sede da Procuradoria.

Agencia Estado,

21 de março de 2006 | 18h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.