Juízes pedem democratização nas eleições do TRT-PE

Pedido de alteração regimental para permitir a participação dos juízes de primeiro grau nas eleições internas do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-6) foi protocolado na tarde desta segunda-feira por um grupo de 22 juízes. Cópia do protocolo foi entregue, em seguida, para o presidente do tribunal, Vanildo da Cunha Andrade, que prometeu celeridade na apreciação da reivindicação.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

31 Março 2014 | 17h49

"O objetivo é que a magistratura de primeiro grau, que está na ponta da prestação de serviços à sociedade tenha voz e mais atuação", afirmou o presidente da Associação dos Magistrados de Pernambuco (Amatra-6), André Lins Machado. "Queremos democratização também na magistratura", afirmou ao lembrar que, atualmente, só os juízes de segundo grau, os desembargadores, escolhem o presidente, o vice-presidente e o corregedor dos tribunais.

Em Pernambuco, são 19 desembargadores. Com a democratização das eleições, 180 juízes (de primeiro e segundo graus) irão poder participar. Ele garantiu que a Amatra-6 irá fiscalizar o encaminhamento e votação do pedido. "Para evitar demora".

Mais conteúdo sobre:
eleiçãoJUÍZESTRT-PE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.