Juízes interpelam Lula sobre "caixa-preta"

A declaração dada na semana passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que haveria uma ?caixa-preta? no Judiciário brasileiro já rendeu ao chefe do Executivo pelo menos uma interpelação judicial. Quatro desembargadores e três juízes do Paraná encaminharam nesta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que Lula explique em 48 horas as frases ditas em Vitória, no Espírito Santo, sobre o Judiciário.Além da ?caixa-preta?, o presidente afirmou que quem tem dinheiro não vai para a cadeia e que o crime organizado tem seu braço político no Judiciário. No pedido encaminhado ao STF, os magistrados avisam que a interpelação judicial poderá ser uma medida preparatória para uma futura ação penal no Supremo contra Lula.Pela Constituição Federal, o STF é o tribunal responsável no País por julgar os processos criminais contra autoridades federais, como o presidente da República. Os desembargadores e os juízes dizem que o presidente formulou graves acusações contra os magistrados, que foram veiculadas amplamente pela imprensa nacional e internacional.?Os interpelantes sentem-se individualmente atingidos pelos insultos e recorrem ao Poder Judiciário, não a discursos ou palanques, como é do feitio do bom juiz brasileiro, em defesa de sua honra, o mais caro valor de um magistrado e dos homens de bem?, afirmam os juízes e os desembargadores na interpelação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.