Juízes do Ceará aderem à paralisação nacional da categoria

Presidente da Associação dos Juízes de Fortaleza cobra reajuste de 28,86%

LAURIBERTO BRAGA, Agência Estado

07 de novembro de 2012 | 17h05

Os juízes do Ceará paralisaram suas atividades nesta quarta e quinta (8), aderindo ao movimento nacional da categoria que reivindica reajuste salarial de 28,86%. A manifestação dos magistrados acontece na sede da Justiça Federal, em Fortaleza, onde eles explicam a população os motivos da paralisação.

A decisão também de que os juízes não participarão da Semana nacional de Conciliação prevista de hoje até o próximo dia 14. Todas audiências foram remarcadas para após o dia 14.

O presidente da Associação dos Juízes de Fortaleza, George Marmelstein, informa que a manifestação é pacífica e cobra o reajuste de 28,86%, "pois nos últimos cinco anos só tivemos um reajuste de 95%". A adesão ao movimento no Ceará é próximo de 100%, diz Marmelstein.

Tudo o que sabemos sobre:
juízes federaisgreveCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.