Juíza nega foro privilegiado a ex-governador Fleury

A desembargadora Tereza Ramos Marques, do Tribunal de Justiça paulista, negou o direito de foro privilegiado ao ex-governador e atual deputado federal (PMDB) Luiz Antônio Fleury Filho e a 22 ex-diretores do Banespa - Banco do Estado de São Paulo - no processo a que respondem por improbidade administrativa.A desembargadora determinou liminarmente a devolução do processo à 12ª Vara da Fazenda Pública, onde prosseguirá até o julgamento de mérito da decisão.Tereza Ramos suspendeu com isso decisão do juiz titular daquela vara, João André Di Vicenzo, que havia determinado a remessa dos autos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) com base na lei federal 10.628, promulgada em 24 de dezembro do ano passado. A lei confere foro privilegiado a ex-autoridades acusadas de improbidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.