Juíza determina saída de estudantes da UnB

A Justiça determinou ontem que os cerca de 100 estudantes que ocupam a reitoria da Universidade de Brasília (UnB) deixem o local, sob pena de multa de R$ 5 mil por cada hora de atraso, a ser cobrada do Diretório Central dos Estudantes. Como não saíram, a Polícia Federal foi chamada e repassou a atribuição para a Polícia Militar, que, seguindo ordens do governador José Roberto Arruda, disse que só retiraria os estudantes a força se isso fosse determinado pela Justiça. Eles exigem a renúncia do reitor Timothy Mulholland, acusado de gastar R$ 470 mil repassados por fundação com a reforma de seu apartamento funcional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.