Juíza de Rondônia é ameaçada de morte por madeireiros

O Tribunal de Justiça de Rondônia solicitou proteção policial à juíza Duília Reis, da Vara do Juizado Especial Cível e Criminal de Rondônia, que vem sendo ameaçada de morte por madeireiros ilegais e transportadores. Após ter sido acionada pelo Ibama e pela Polícia Federal, a juíza determinou a apreensão e leilão de caminhões flagrados com madeira extraída de forma irregular, gerando descontentamento entre os envolvidos na atividade. A decisão de matar a juíza, tomada em reunião entre madeireiros e transportadores, foi presenciada por um agente do serviço reservado da Polícia Militar, que denunciou a ameaça. A Associação dos Magistrados (AMB) Brasileiros manifestou apoio integral à juíza por meio de nota enviada à imprensa. Na avaliação da AMB, é preciso reverter esse quadro de ameaças a juízes por cumprimento da lei. "É preciso assegurar que os magistrados tenham liberdade para exercer a judicatura", afirmou o presidente da associação, Rodrigo Collaço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.