Juiz se livra de ação por autorizar grampo

O juiz Mirko Vicenzo Gianotte, da 2ª Vara Criminal de Rondonópolis, não responderá a processo por abuso de poder. Ele foi alvo de representação da OAB por autorizar a quebra de sigilo telefônico do advogado Marcos Dias Cunha. A representação foi arquivada pelo Ministério Público e a decisão foi homologada pelo plenário do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.