Juiz se considera apto para julgar caso

Decisão de Vieira será analisada pelo conselho do TJ

Mariangela Gallucci, O Estadao de S.Paulo

15 de agosto de 2009 | 00h00

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, integrado pelos 18 desembargadores mais antigos, vai analisar a decisão tomada ontem pelo desembargador Dácio Vieira. O desembargador concluiu que é competente para julgar o processo no qual proibiu o Estado e o portal estadao.com.br de publicar reportagens sobre Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney, relativas à Operação Boi Barrica, iniciada em 2007 pela Polícia Federal.Não há previsão de quando o assunto será analisado pelo conselho. Mas a próxima sessão do órgão ocorre na terça-feira. O conselho vai resolver se mantém ou não a decisão de Vieira de rejeitar um pedido dos advogados do jornal para que ele se declarasse suspeito de julgar o caso. O desembargador foi consultor jurídico do Senado. Ele convive socialmente com a família Sarney e com o ex-diretor do Senado Agaciel Maia. Ele foi fotografado ao lado de Sarney na festa de casamento de Mayanna Maia, filha de Agaciel.LIMINARVieira decidiu que é competente para analisar o caso um dia depois de Waldir Leôncio, outro desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, ter rejeitado pedido de liminar para que fosse liberada a publicação de reportagem. No conselho, o relator do pedido de suspeição de Dácio Vieira será Waldir Leôncio. O caso foi distribuído para ele porque Leôncio é o relator do mandado de segurança do jornal no qual é pedido o fim da censura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.