Juiz proíbe PSB de citar Lula em Fortaleza

Foi por água abaixo a estratégia do ex-ministro Ciro Gomes (PSB) de "deslulizar" a candidatura do petista Elmano de Freitas à Prefeitura de Fortaleza e, ao mesmo tempo, tentar "colar" a imagem do candidato de seu partido, Roberto Cláudio, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à presidente Dilma Rousseff. Decisão da Justiça Eleitoral do Ceará tirou do ar toda a propaganda que relacionava o concorrente do PSB a Lula e a Dilma.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

26 de outubro de 2012 | 09h29

Nessa reta final da campanha, os dois candidatos aparecem empatados nas pesquisas de intenção de voto. Pelo Ibope, Elmano e Cláudio estão empatados com 43%. No Datafolha, o petista tem 42% e o socialista, 41%. As duas campanhas se empenham agora em conquistar os votos de cerca de 10% dos indecisos. "Quem vai definir essa eleição é o eleitor indeciso", afirmou o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que apoia o nome do PSB.

O comando da campanha de Cláudio tentou desvincular Lula da candidatura petista depois da passagem do ex-presidente por Fortaleza, na terça-feira (23). Ciro foi o protagonista de uma inserção no horário eleitoral gratuito de TV, no qual dizia que o candidato petista é Elmano, e não Lula.

"O Lula não é o candidato do PT, o candidato do PT é o Elmano, que vai continuar do mesmo jeito que a Luizianne (Lins, prefeita da cidade). Eles tiveram oito anos e não resolveram o problema", dizia Ciro, ao argumentar que estava ali para dar um recado aos que, como ele, "gostam do presidente Lula e são agradecidos a ele". O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), também apareceu associando a imagem de Cláudio a Lula e Dilma. Essa tática foi proibida pela Justiça Eleitoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012FortalezaLula PSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.