Juiz nega ter "esquecido" preso na cadeia por seis anos

O juiz de direito substituto da Vara de Execuções Criminais do Distrito Federal, Eduardo Henrique Rosas, contestou informação divulgada ontem pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), segundo a qual um condenado a dois anos de cadeia teria ficado na prisão por seis. "O preso Jonas de Jesus Santos, vulgo ´Joaninha´, tem contra si inúmeras condenações na Justiça do Distrito Federal", afirmou o juiz. "Somadas, as penas a ela impostas totalizam 19 anos e 6 meses de reclusão, em razão da prática de crimes de roubo, furto, receptação e uso de entorpecentes", disse Rosas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.