Juiz marca audiências com petistas denunciados no RS

O juiz titular da 6ª Vara Criminal do fórum de Porto Alegre, Humberto Guaspari Suzbrach, marcou para o dia 8 de julho a primeira audiência com os militantes petistas acusados pelo Ministério Público de terem forjado declarações de empréstimos para o Clube de Seguros da Cidadania. O diretor do Clube, Diógenes de Oliveira, que teria convencido os demais a assinar as declarações falsas, para justificar os recursos usados na compra da sede da entidade, será interrogado no dia 10 de julho.O Ministério Público ofereceu a denúncia contra Oliveira, oito militantes do PT e o presidente da Junta Comercial, Waldir Bronzatto, após analisar o relatório da CPI da Segurança Pública da Assembléia Legislativa, encerrada em novembro do ano passado, e promover investigações complementares.O relator da CPI, deputado Vieira da Cunha (PDT), acusa Oliveira de produzir documentos falsos para encobrir doações de banqueiros do jogo do bicho. O dinheiro teria sido usado para a aquisição de um prédio para o clube. O edifício foi cedido em regime de comodato ao PT, e serviu de sede ao diretório regional até a semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.