Juiz manda rádio se retratar por divulgar pesquisa no PR

O juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná Luciano Carrasco determinou hoje que a Telecomunicações Campos Dourados, retransmissora da CBN em Cascavel, no oeste do Paraná, divulgue um comunicado sobre a irregularidade de uma pesquisa eleitoral, feita pela Radar Estatística Ltda.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 19h10

Na manhã de hoje, a rádio tinha comunicado aos ouvintes os resultados. O agravo questionando a regularidade da pesquisa foi feito ao TRE pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB). A liberação da pesquisa tinha sido concedida pelo juiz Nicolau Konkel Júnior, o mesmo que proibiu a divulgação de duas pesquisas do Datafolha.

Apesar de ser vésperas das eleições, Konkel Júnior entrou hoje em férias. Por isso, o agravo apresentado pelo PRTB foi relatado por Carrasco e acolhido por unanimidade pelos juízes do TRE. Uma das argumentações é que a pesquisa foi realizada com nomes em sequência, o que poderia induzir o eleitor. "Realmente, não mais se aceita que a pesquisa seja feita com nomes em sequência, mas com a apresentação de disco com o nome dos candidatos para que o eleitor não vá direto ao primeiro nome apresentado", disse Carrasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.