Juiz libera dono de jornal acusado de extorquir deputado

Maurício Machado, dono do Jornal Atualidades, da cidade de Marília, no interior de São Paulo, recebeu liberdade provisória ontem. Ele estava preso desde o último dia 21 acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) pela prática de extorsão contra o deputado federal Sérgio Antônio Nechar.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 Maio 2010 | 12h02

Segundo a denúncia, Machado passou a fazer publicações inverídicas sobre a atuação do parlamentar na Câmara dos Deputados após ele ter cessado a destinação de verbas publicitárias ao jornal e de ter efetuado ameaças e exigências indevidas contra o parlamentar e seu assessor, Walter Menegon, desde abril.

Machado foi preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) quando recebia um envelope contendo R$ 5 mil, em dinheiro, do deputado e seu assessor. O valor seria referente à primeira parcela do pagamento.

Ao decretar a liberdade provisória, o juiz da 1ª Vara Federal em Marília, Alexandre Sormani, destacou que ninguém pode ser considerado culpado antes do julgamento definitivo e considerou não haver nos autos elementos que demonstrem que a ocupação do microempresário seja utilizada para a prática do delito. "Nada recomenda que seja mantido encarcerado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.