Judiciário promove comício no Maranhão

Cerca de oito mil pessoas lotaram a praça principal do pequeno município de Santa Luzia do Tide (294 km de São Luís), no último final de semana, para assistir a um comício diferente. Nenhum político subiu no palanque e quem estava lá não pediu votos. O comício foi organizado por promotores, juízes e representantes da Igreja católica do Maranhão, que encontraram na iniciativa um meio de engajar a população no combate à corrupção eleitoral. Nas próximas duas semanas, outros três comícios devem acontecer em cidades maiores - Balsas, Bacabal e Viana. A idéia de realizar ?comícios da cidadania? surgiu nas eleições municipais de 2000, no município de Alto Parnaíba (1.021 km de São Luís), no extremo sul do Estado. O promotor Benedito Coroba e o juiz Marlon Reis, com apoio da sociedade civil, passaram uma semana colando cartazes nas ruas e convocando os moradores com um carro de som. Deu certo. Empolgados, os moradores abriram o primeiro comitê da Lei 9840 (de combate ao abuso político e econômico nas eleições). Agora o Maranhão já tem seis comitês instalados. Apenas o Estado de São Paulo tem número maior (26). E os comícios foram retomados. "A população se engaja e participa mesmo. Depois do comício os moradores instalaram mais um comitê, cujos membros passaram a andar com máquinas fotográficas e gravadores para documentar possíveis casos de corrupção eleitoral", disse o promotor Giovanni Papini, um dos organizadores do evento, que reuniu 13 promotores e 4 juízes, quase todos da nova geração. Além dos comícios, os jovens juízes e promotores buscam outras formas de conquistar a simpatia dos eleitores e provocar a reflexão sobre a importância do voto. Camisetas com o slogan "Voto não tem preço" são distribuídas nos comitês e um jingle, composto pelo juiz Marlon Reis, em ritmo de forró, prega a consciência na hora de votar e fala do papel do eleitor como verdadeiro fiscal da lisura eleitoral. O jingle é sucesso nos comícios e está disponível em MP3 no site http://www.votolegal.org.br, que reúne as ações dos comitês de combate à corrupção eleitoral de todo Brasil.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2002 | 17h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.