Judiciário paulista dá ultimato a servidores em greve

O órgão especial do Tribunal de Justiça referendou hoje, por 25 votos a 0, proposta feita por uma comissão de desembargadores aos grevistas do Poder Judiciário para que retornem ao trabalho mediante reajustes salariais médios de 14,57%. O plenário deu um ultimato aos grevistas: a não aceitação da proposta implicará no desconto dos 86 dias parados, manutenção das punições já aplicadas e abertura de processos administrativos por abandono de cargo. A proposta será apreciada hoje pela assembléia geral da categoria que acontece na Praça João Mendes, no centro. O aumento médio de 14,57% resultará em reajuste nos índices de gratificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.