Judiciário cortará R$ 33 milhões a menos que o sugerido

Os ministros dos tribunais superiores decidiram há pouco que irão cortar R$ 45 milhões no orçamento deste ano, valor abaixo dos R$ 78,5 milhões de redução de despesas recomendados pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.A decisão foi tomada em reunião entre o presidente do STF, Carlos Velloso, com os presidentes dos Tribunais Federais para discutir o corte das despesas do Judiciário.Velloso disse que o valor do corte foi definido com base em dados da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Segundo ele, a mudança no número não é uma reação ao Executivo. "Nosso intuito é colaborar com a redução de gastos", afirmou. Ele terá ainda hoje uma audiência com o presidente Fernando Henrique Cardoso na qual irá apresentar o presidente do Tribunal Constitucional de Portugal, José Manoel Cardoso da Costa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.