Jucá estuda propor que PSDB presida CPI dos Cartões

Líder do governo diz que essa é 'sua opinião', uma vez que o PMDB, seu partido, não abre do comando

CIDA FONTES, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2008 | 13h14

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), revelou hoje que tenta colocar em prática uma estratégia que vem desenvolvendo para evitar que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos seja taxada de "chapa branca". Essa estratégia, informou ele, prevê colocar o PSDB na presidência da CPI. Jucá destacou que essa é a sua opinião, uma vez que o PMDB, seu partido, não abre mão da presidência dos trabalhos.   Veja Também: Entenda a crise dos cartões corporativos   Jucá estuda propor que PSDB presida CPI dos Cartões CPI será instalada nesta quarta, diz Garibaldi Alves STF nega liminar para quebrar sigilo de cartões da Presidência "Não dar a presidência à oposição é fortalecer o discurso equivocado deles (oposição), de que será uma CPI chapa branca", afirmou. Segundo Jucá, a maioria governista na CPI é consistente. Com isso, afirmou ele, entregar a presidência da CPI para a oposição não iria interferir no rumo das investigações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.