Jucá eleva previsão de receitas do Orçamento

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), relator das receitas do Orçamento de 2010, refez suas estimativas e elevou em R$ 1,7 bilhão a previsão de receitas para o próximo ano. Essa é a segunda reestimativa feita por Jucá. Na primeira, houve uma ampliação das receitas em R$ 14,8 bilhões.

EDNA SIMÃO, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 18h05

Segundo Jucá, a elevação da estimativa foi feita por causa da expectativa de que a arrecadação extraordinária com o chamado "Refis da Crise" será maior do que a prevista. O senador disse que desconsiderou, nas contas, as novas previsões para a economia feitas pelo Ministério do Planejamento, que elevou a estimativa de crescimento econômico do País no próximo ano - de 4,5% para 5%.

Com o novo ajuste no Orçamento, as receitas brutas primárias do Orçamento de 2010 sobem para R$ 870,1 bilhões. Já as receitas líquidas - descontadas as transferências para Estados e Municípios -, ficarão em R$ 726,2 bilhões.

O relator-geral do Orçamento, deputado Geraldo Magela (PT-DF), afirmou que o acréscimo das receitas em R$ 1,7 bilhão será utilizado para atender às emendas de bancadas. A expectativa de Magela é de que o Orçamento seja votado até terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoOrçamentoreceitasgoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.