Foto: Evaristo Sá|AFP
Foto: Evaristo Sá|AFP

Jovair diz que deputados defenderam jogos de azar como alternativa para criação de receita

Primeiro vice-líder do PTB contou que o presidente em exercício teve 'postura discreta' sobre o assunto

Carla Araújo, Gustavo Porto, Valmar Hupsel, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2016 | 17h57

Brasília - A legalização dos jogos de azar foi um dos assuntos discutidos na reunião entre líderes de partido na Câmara e o presidente em exercício Michel Temer, encerrada no fim da tarde desta terça-feira, 17. De acordo com mais de um presente ao encontro, Temer ouviu atentamente mas não esboçou reação ou fez qualquer comentário.

O assunto foi introduzido pela deputada Renata Abreu (PTN-SP) e, segundo o deputado Jovair Arantes (GO), 1º vice-líder do PTB, o presidente em exercício teve uma "postura discreta", disse. Segundo ele, a discussão sobre a legalização dos jogos de azar "deve ser feita na Câmara e na sociedade".

O deputado Aelton Freitas (MG), líder do PR na Câmara, disse que nenhum dos presentes se manifestou sobre a proposta de Renata, mas disse que ele mesmo já a defendeu em outro momento. "Sou a favor, principalmente nas regiões mais pobres do País. Acho que assim a gente melhora e muito as condições de gerar emprego e renda", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.