José Mentor pode ser julgado nesta quarta-feira

O presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), disse nesta terça-feira que o plenário da Casa poderá votar, amanhã, o processo de cassação do deputado José Mentor (PT-SP), se o parlamentar, até as 19 horas de hoje, abrir mão do prazo de recurso à Comissão de Constituição de Justiça (CC) contra o pedido de cassação de seu mandato, aprovado pelo do Conselho de Ética.Aldo considera a possibilidade de, se necessário, realizar a sessão de julgamento em reunião extraordinária nesta quarta-feira à noite, mas disse que, se Mentor não abrir mão do prazo de cinco sessões para recurso à CCJ a que tem direito, o julgamento ficará para quarta-feira da próxima semana.O presidente da Câmara disse que ainda não está definido o dia do comparecimento do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, ao plenário da Casa para falar sobre suposta ajuda que ele teria dado ao ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, na tentativa de isentá-lo do episódio de violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa.Aldo fez essas declarações ao chegar à Camara, procedente de Ribeirão Preto, São Paulo, onde compareceu ao enterro do corpo da mãe do líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.