José Mariano Beltrame é novo secretário de Segurança do Rio

O governador eleito do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB), apresentou nesta sexta-feira o delegado federal José Mariano Beltrame como o seu futuro secretário de Segurança Pública do Rio. Ele substituirá o atual secretário da governadora Rosinha Garotinho, que também é delegado federal, Roberto Precioso Júnior. A indicação é um sinal da aproximação que o novo governador quer com o governo federal também na área de segurança. Embora não atribua a escolha de Beltrame a uma indicação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), ligada ao Ministério da Justiça, Cabral anunciou o nome do auxiliar três dias depois de se reunir com o secretário nacional, Luiz Fernando Corrêa, no Rio.Assim como Corrêa, Beltrame é gaúcho. Ele goza da confiança do secretário nacional, a quem sucedeu na direção da Missão Suporte, seção de inteligência da Superintendência da Polícia Federal do Rio voltada para o combate ao crime organizado. Cabral disse que iniciara as conversas com Beltrame há mais de uma semana e que Corrêa "vibrou" ao ser informado da escolha. A intenção de Cabral é aumentar a integração com o governo federal, principalmente na organização da segurança para os Jogos Pan-Americanos de 2007, que acontecerão no Rio."Acho muito importante o entrosamento com a PF e a Senasp. Sempre frisei que a integração com o governo federal é importante", disse Cabral, que disse ter conversado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por telefone. "Fiquei feliz de ouvir do presidente que o Pan é um assunto não só do Rio, mas do Brasil".ColômbiaCabral enviará seu novo secretário à Colômbia antes da posse. O governador eleito quer se inspirar no modelo colombiano que reduziu os índices de criminalidade em Bogotá e Medelín. O governador poderá acompanhar Beltrame, mas já tem agendada para o final do mês uma viagem aos Estados Unidos com o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), que o apresentará à direção do Banco Mundial, em Washington. Antes da posse, ele ainda pretende ir à Argentina para visitar o presidente Néstor Kirchner e seus auxiliares em Buenos Aires. Beltrame, que tem 49 anos, ingressou na PF em 1980, como agente. Há apenas três anos ele se tornou delegado federal e foi transferido para o Rio. O delegado disse já conhecer bem a cidade e contou que não teve seus hábitos restringidos pelo cotidiano violento. Ele afirmou que sua prioridade será o investimento em inteligência e o reaparelhamento das polícias e que combaterá os desvios de policiais valorizando os servidores. Com carta branca dada por Cabral, Beltrame disse que iniciará esta semana as conversas para escolher seus auxiliares, entre eles os novos comandantes das polícias civil e militar."Sou um técnico, conheço as instituições de segurança pública e os problemas que o Rio enfrenta. Sei nitidamente o que a sociedade fluminense clama", disse Beltrame, ao lado de Cabral. O novo secretário afirmou que o uso dos carros blindados da PM, os polêmicos "caveirões" terão de obedecer a "critérios rígidos" para serem empregados nas favelas. Ele pretende usar o mapeamento das áreas críticas da capital que empreendeu na PF no planejamento de ações estratégicas. Seguindo a intenção de Cabral de cortar custos reduzindo o número de secretarias, Beltrame acumulará as responsabilidades da de Administração Penitenciária. Sobre as especulações de que o atual titular da pasta, Astério Pereira dos Santos, ficaria com a Segurança no governo de Cabral, o governador eleito disse que nunca cogitou o nome dele. Promotor, Astério deverá voltar ao Ministério Público em 2007.Cabral também anunciou o nome de outros dois nomes de seu futuro secretariado. O engenheiro Nelson Maculan, que foi reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) entre 1990 e 1994, ocupará a pasta da Educação. O atual vice-governador Luiz Paulo Conde, que também é secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Rosinha, será deslocado para a Secretaria de Cultura no governo de Cabral. Este texto foi ampliado às 18h30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.