FELIPE RAU | ESTADÃO CONTEÚDO
FELIPE RAU | ESTADÃO CONTEÚDO

José Aníbal acusa Doria de 'falsificar a história' ao falar sobre Diretas

Em evento de apoio a pré-candidatura  do deputado Ricardo Tripoli, presidente do Instituto Teotônio Vilela acusou empresário de mentir sobre ser um dos coordenadores da campanha pela redemocratização do País nos anos 1980

Ana Fernandes e Pedro Venceslau, O ESTADO DE S.PAULO

16 Fevereiro 2016 | 19h19

SÃO PAULO - Em evento de apoio à pré-candidatura do deputado Ricardo Tripoli na prévia do PSDB que definirá o candidato da sigla à Prefeitura da capital, o ex-deputado José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela, braço de formulação política dos tucanos, acusou o empresário João Doria de “falsificar” a história ao dizer que foi um dos coordenadores da campanha Diretas Já, nos anos 1980.

“Tenho que falar isso porque é um testemunho histórico. Vi a carta dele (Doria) à militância do meu partido, PSDB, onde ele diz que coordenou o comício da Praça da Sé, na campanha das Diretas. Eu nunca vi o João Doria em todo o processo”, afirmou Aníbal diante de cerca de 300 militantes.

"Ele ainda diz que foi carregado em comícios em Belo Horizonte, Porto Alegre. Não pode! Você não pode falsificar a história. São fatos devidamente registrados. Você não pode distorcer os fatos", prosseguiu Aníbal, em um discurso inflamado.

Sem tradição de militância partidária, Doria, é acusado por seus adversários de ser um "cristão novo" na legenda. No evento, que ocorreu ontem em um clube na região central de São Paulo, o palco foi decorado com uma grande projeção do ex-governador Mário Covas, que foi citado em praticamente todos os discursos.

Estiveram presentes o presidente estadual do PSDB, Pedro Tobias, e o recém-eleito líder da oposição na Câmara dos Deputados, Miguel Haddad.

Sem apoio do governador e de cardeais tucanos como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador José Serra, Tripoli se apresenta como o candidato da militância. "A militância vai participar sim do próximo governo, que é do PSDB. Eu não tenho a estrutura que os nossos adversários têm, mas tenho algo a mais que eles não têm que são vocês que vão me levar à Prefeitura. Com o partido, junto do partido e pelo PSDB. Até a vitória!", bradou ao encerrar o evento.

Mesmo com a chuva que causou transtornos na capital, com um nó no trânsito, o pré-candidato conseguiu lotar o auditório com militantes, vindos de diretórios zonais da periferia, como Ermelino Matarazzo, São Miguel, Itaquera, Tatuapé, Jaraguá, Saúde, Cursino e Cidade Ademar.

A candidatura de Tripoli nasceu de uma aliança entre ele, Aníbal e o deputado  Bruno Covas, neto do ex-governador.

Visão. Ao Estado, o empresário João Doria ironizou as declarações de Aníbal. “O José Aníbal deveria ter consultado um oculista, porque enxerga muito mal. A pedido do (ex-governador) Montoro, eu coordenei todos os comícios das Diretas”.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.