Thiago Henrique/ Futura Press
Thiago Henrique/ Futura Press

José Alencar recebe alta do hospital após transfusão de sangue

Exames indicaram que os níveis de hemoglobina, leucócitos e plaquetas do vice-presidente estavam baixos

Natalia Gómez , da Agência Estado,

19 de setembro de 2009 | 15h38

O vice-presidente José Alencar recebeu alta por volta das 11 horas da manhã deste sábado, do Hospital Sírio Libanês, na capital paulista, onde havia se internado na noite de quinta-feira com baixa imunidade - consequência da quimioterapia a que se submete no tratamento contra um câncer no abdômen. Ele recebeu transfusão de sangue para ampliar o número de plaquetas.

 

Veja também:

linkMal-estar de Alencar foi reação à quimioterapia, diz médico

 

Os exames indicaram que os níveis de hemoglobina, leucócitos e plaquetas estavam baixos. Alencar retomou às sessões de quimioterapia no início do mês. O tratamento experimental que fazia nos Estados Unidos foi suspenso. Na terça-feira, o vice deve retornar ao hospital para ser submetido a mais uma sessão de quimioterapia. Poderá ficar internado por dois ou três dias.

 

Ao deixar o hospital, ontem, acompanhado de um assessor, o vice-presidente disse estar esperançoso. "Estou animado. Ainda que a quimioterapia seja um tratamento clássico e não revolucionário, estou com muita esperança. Se aqueles tratamentos revolucionários não deram certo, vamos voltar ao convencional e este vai dar certo", disse.

 

Boletim divulgado pelo Sírio Libanês informa que Alencar passou por "avaliação do seu estado clínico" e que "continuará o tratamento de quimioterapia na próxima semana". A equipe médica que o acompanha é coordenada pelo oncologista Paulo Hoff e pelo cardiologista Roberto Kalil Filho.

 

LULA

 

Alencar disse ainda que conversou por telefone com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ontem chegou a São Bernardo do Campo onde passará o fim de semana.

 

O vice-presidente deve permanecer em São Paulo, mas não está programado encontro entre ambos.

 

Alencar também comentou com otimismo o noticiário econômico e político dos últimos dias. "Notícias boas que indicam que o Brasil se recuperou da crise em tempo recorde."

 

Ele citou o jornal francês Le Monde, que, em artigo, deu razão a Lula por dizer, no auge da crise financeira mundial, que no Brasil ela não passava de uma marolinha.

 

"O Brasil está muito forte graças à política fiscal responsável", declarou Alencar. Ele falou também sobre juros: "O sucesso do País foi possível mesmo com os juros altos." Defendeu que as taxas devem baixar para padrão internacional porque agora, segundo ele, "o Brasil é um país de primeiro mundo".

Tudo o que sabemos sobre:
José Alencarquimioterapiaalta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.