Jornalista termina relacionamento de 25 anos e faz despedida de casado

Inspirado na celebração que marca o adeus à vida de solteiro às vésperas do casamento, um grupo de jornalistas e publicitários de Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo, realiza neste sábado a primeira festa de despedida de casado. Segundo o jornalista Fernando Negrão, um dos idealizadores, o objetivo é dar apoio moral e material ao ex-cônjuge que deixa o convívio familiar para viver sozinho. "Além do trauma pelo fim da relação, a pessoa descobre que precisa iniciar a nova fase com um mínimo de conforto, mas não tem meios imeditados para isso." Por essa razão, a festa é feita à moda do antigo chá de cozinha, com uma lista de utensílios domésticos. Cada convidado escolhe algo para presentear o descasado. O jornalista Júlio César Gonçalves, de 51 anos, pai de três filhas, que acaba de sair de um casamento de 25 anos, vai estrear a modalidade. "Ele ficou entusiasmado com a idéia, pois passou a morar sozinho em um apartamento onde falta quase tudo", explicou Negrão. O texto do convite resume o espírito da novidade: "Sabe do que precisa um homem que acaba de se separar? Dos amigos por perto para desabafar. E também de pano de prato, lavadora de arroz, panelas, copos, xícaras, talheres, toalhas, etc." A festa será uma chácara cedida por amigos. Além do utensílio, há uma taxa de adesão para pagar o churrasco e as bebidas. Segundo Negrão, outros descasados recentes manifestaram interesse em fazer a despedida, o que o leva a crer que a moda vai pegar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.