Jornalista que fez lipoaspiração deixa UTI

Depois de 18 dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Policlínica de Botafogo por causa de uma cirurgia de lipoaspiração mal-sucedida que a deixou em coma, a jornalista Renata Siqueira Nacif, de 21 anos, foi transferida na tarde desta segunda-feira para um quarto do hospital. Renata evoluiu do coma profundo para coma parcial na terça-feira passada, mas ainda não responde a estímulos. De acordo com Eduardo Nacif, marido da paciente, os médicos ainda não podem afirmar se a jornalista terá seqüelas. Renata tem uma filha de quatro meses e operou as costas e a barriga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.