Jornalista morre de enfarte aos 38 anos

A jornalista Carmen Kozak, de 38 anos, morreu de enfarte na madrugada de hoje, enquanto dormia. Coordenadora de Política da sucursal do Jornal do Brasil na capital federal, Carmem era solteira e não tinha filhos.Nascida em Brasília, formou-se em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB). Começou no Jornal de Brasília, passou pela TV Nacional/Radiobrás e trabalhou em O Estado de S. Paulo, antes de chegar ao Jornal do Brasil.Em 1998, afastou-se das redações para trabalhar na campanha do presidente Fernando Henrique Cardoso à reeleição. Em 2000, voltou ao Jornal do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.