Wilton Junior|Estadão
Wilton Junior|Estadão

Jorge Viana defende que sessão pode 'incorrer em gravíssimo erro'

Senador usou seu tempo de discurso na tribuna do Senado para criticar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff

Bernardo Caram, Rachel Gamarski, Luciana Nunes Leal e Valmar Hupsel Filho, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2016 | 18h24

BRASÍLIA - O senador Jorge Viana (PT-AC) usou seu tempo de discurso na tribuna do Senado para criticar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e se posicionar contra o afastamento da petista. “Esta sessão pode incorrer em um gravíssimo erro, que é empurrar o Brasil para trás”, disse.

Para ele, estão errados aqueles que afirmam que o Brasil vive um ambiente de normalidade das instituições. “Estamos apreciando uma matéria que, se for aprovada, cassa o voto de 54 milhões de brasileiros. E alguns ainda dizem que estamos vivendo a normalidade institucional neste País”, disse.

O senador elencou indicadores da economia que, mesmo com o atual recuo, estão melhores que em governos anteriores aos do PT. Disse ainda que vai estar amanhã na saída da presidente Dilma do Palácio do Planalto. “É um jogo de carta marcada, é um dos momentos mais tristes da historia do Senado”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.