Reprodução
Reprodução

Jorge Paulo Lemann destaca a importância da inovação em momentos de crise

Fundador da 3G Capital foi um dos painelistas da Brazil Conference at Harvard & MIT deste sábado, 9

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2020 | 13h32

Manter a calma e inovar. Esse é o segredo para enfrentar as crises e continuar crescendo, de acordo com o empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann. O fundador do grupo 3G Capital foi um dos entrevistados no último painel da Brazil Conference at Harvard & MIT neste sábado, 9.

"Eu fiz uma lista. Nos meus 80 anos eu passei por 10 ou 11 crises. É uma média de quase uma crise a cada 8 anos, mas eu consegui sair delas melhor do que eu estava antes", disse Lemann. De acordo com o empresário, alguns fatores não podem ser esquecidos para quem se depara com um momento de dificuldade.

"Seja otimista, adapte-se as mudanças, aprenda com as crises para encontrar as oportunidades e vá em frente. As maiores oportunidades surgem em momentos de crise e não em tempos calmos", afirmou.

O painel, que teve mediação de Veronica Serra, da Innova Capital, contou também com a participação de Lorenzo Mendonza, CEO da Empresas Polares, fabricante de cerveja da Venezuela. Citando o exemplo do país, que passa por uma longa crise política e financeira, Mendoza destacou a importância de ter um discurso coerente para encarar crises melhor.

"Quando você fala a verdade, sua capacidade de resistir a crises aumenta, porque as pessoas vão dar suporte quando for necessário, quando uma crise surgir", afirmou.

Educação em foco

Durante o painel, Lemann  apontou a educação como chave para o desenvolvimento dos países. "Eu tenho seis filhos, gosto do Brasil e quero ver o País ser um país competitivo e próspero", disse. O empresário citou algumas de suas iniciativas de apoio à educação.

Entre as iniciativas, destacou ele, os programas de apoio ao ensino público realizado no município de Sobral, no Ceará, bem avaliados pelo Ideb, que já foram espalhados para outros 25 municípios e que serão implantados, no ano que vem, em outras 50 cidades.

"O que eu faço é apenas uma gota no oceano das enormes necessidades que o Brasil precisa para a educação", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Jorge Paulo LemannBrazil Conference

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.