Jonathan recebe nova córnea em MG

O garoto Jonathan Diniz Viana, de 15 anos, recebeu nesta sexta-feira um implante de córnea no olho esquerdo. Segundo os médicos, a cirurgia, realizada no início da tarde, na Clínica deOlhos da Santa Casa de Misericórdia, foi bem-sucedida. A operação em Jonathan, que sofre de problemas neurológicos, é deficiente físico e esperava pelo transplante há três anos, deveria ter ocorrido na última terça-feira. No entanto, no final da manhã, quando o garoto fazia os procedimentos pré-operatórios, os médicos do hospital constataram o desaparecimento do órgão, que havia sumido da geladeira. O material foi encontrado oito horas depois em uma lixeira de um depósito de material de limpeza do hospital. O recipiente que envolvia a membrana estava quebrado, a córnea danificada e imprópria para a cirurgia. A repercussão do caso sensibilizou uma família mineira, queautorizou a doação das córneas de uma mulher de 26 anos, que teve morte encefálica. A cirurgia foi conduzida pelo médico João Agostinne Neto, diretor da Clínica de Olhos da Santa Casa. A operação durou pouco mais de uma hora. Jonathan continua internado e a previsão é que ele tenha alta na próxima quarta-feira. Danos moraisA mãe do garoto, Flávia Maria Diniz Melo Viana, de 37 anos, reafirmou, no entanto, a intenção de acionar judicialmente o hospital. "Esse caso mexeu muito com a gente e se nós não corrermos atrás poderá acontecer de novo com outras pessoas", disse. O advogado dos pais de Jonathan, Leonardo Cândido da Silva Júnior, informou que entrará com uma ação de indenização por danos morais na próxima semana."Não sei que danos morais são esses. Tudo que a Santa Casa podia fazer, foi feito", contestou o assessor de imprensa do hospital, Manoel Higyno dos Santos. Segundo ele, a Santa Casa está fazendo uma sindicância interna para apurar o sumiço do órgão. As suspeitas são de que houve falha humana de algum funcionário no transporte da córnea. Uma faxineira do hospital admitiu ter encontrado, no chão, junto à geladeira da Clínica de Olhos, um recipiente de vidro quebrado, onde estava a córnea. Ela recolheu o órgão, que foi jogado no lixo. De acordo com Higyno, o relatório da sindicância deve serapresentado na semana que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.