'Jogo está empatado, mas já é grande coisa', diz Alencar

Após estar 'apanhando muito no primeiro tempo', vice-presidente afirma estar se sentindo muito bem

Moacir Assunção, AE

14 de agosto de 2009 | 18h44

O vice-presidente José Alencar recorreu a uma metáfora futebolística para explicar a evolução de sua saúde na luta que trava há 12 anos contra um câncer no abdome. "Nesse momento, o jogo está empatado, mas esse empate já é grande coisa porque a gente vinha apanhando muito no primeiro tempo", comparou. Ele esteve nesta sexta-feira, 14, pela manhã no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde fez exames de monitoramento do tratamento a que tem se submetido com remédios experimentais fornecidos pelo centro M.D. Anderson, em Houston (EUA), e deixou o hospital por volta das 13h30. O resultado dos exames deve ser encaminhado ao hospital americano.

Aparentando boa disposição, Alencar disse sentir-se muito bem. Os médicos, de acordo com ele, avaliam que o tratamento com o remédio experimental tem tido resultado favoráveis. "Os médicos dizem que há indícios de bons resultados com o tratamento", explicou. Na segunda-feira, 17, ele deve voltar a Brasília para retomar o trabalho. Na sexta-feira próxima, voltará ao Sírio para novos exames.

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que o visitou no hospital, disse que Alencar se prepara para comemorar seu aniversário, no dia 14 de outubro. "Eu nunca fiz uma festa de aniversário na vida. Se fizer agora, é porque esse tratamento está me fazendo renascer, posso vir a ser outra pessoa", disse Alencar.

Tudo o que sabemos sobre:
Alencarinternação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.