Jogo do Brasil pode antecipar votação do mínimo

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), disse que vai consultar os líderes para decidir se coloca em votação amanhã a Medida Provisória que fixa o salário mínimo em R$ 260,00. "Estamos avaliando se votamos a MP amanhã", disse. Se for decidida a votação da medida, ela será feita em sessão extraordinária da Câmara que começará ao meio-dia. Cunha explicou que a proposta de fazer a votação no início da tarde se deve ao jogo de futebol entre a seleção brasileira e a da Argentina, amanhã, às 21h45. "Todo mundo quer assistir o Brasil", explicou o presidente da Câmara. As votações mais polêmicas costumam terminar tarde da noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.