Jobim pede pesquisa a juízes federais

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, se reuniu pela manhã com os presidentes dos cinco tribunais regionais federais do País e do Superior Tribunal de Justiça, para pedir que eles coletem dados estatísticos sobre cada um dos órgãos. Com base nesses dados, o presidente do Supremo pretende fazer um raio X do Judiciário brasileiro, mostrando quanto custa para o Brasil manter a Justiça, qual o tempo médio de uma ação no Judiciário e quantos funcionários existem atualmente. Com base nesses dados, segundo Jobim, será possível traçar uma política para o Judiciário e tomar decisões estratégicas como a necessidade ou não de construir tribunais e a necessidade ou não de fazer uma reforma nas leis processuais que permitem, atualmente, que as pessoas recorram inúmeras vezes das decisões, prolongando a duração dos processos. Indagado sobre o estudo feito pelo Ministério da Justiça, que constata a lentidão do Judiciário e os altos salários dos juízes, Jobim afirmou que esse trabalho não pode ser levado em conta, porque contém várias imprecisões. Entre elas, o fato de que o estudo não incluiu as cerca de 400 mil ações que tramitam nos juizados especiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.