Jobim ironiza proposta de Jucá para Ministério da Defesa

Contrariado com demissões na Infraero, senador quer projeto que permita só militar como ministro da pasta

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

13 de maio de 2009 | 15h55

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, ironizou nesta quarta-feira, 13, as declarações do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que pretende apresentar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para que somente militares da reserva ou da ativa ocupem o cargo de ministro da Defesa. "O senador tem o direito de apresentar a PEC que quiser e bem entender. A questão não é apresentar a PEC. A questão é aprová-la", afirmou Jobim.

 

Veja também:

link Jucá anuncia proposta para reestruturar Defesa

Questionado se previa a reação do seu partido, o PMDB, quando autorizou demissões políticas na Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Jobim respondeu: "Para mim é absolutamente irrelevante esse ponto. Vou fazer o que tem o que fazer e pronto", declarou o ministro. "Não vamos confundir o partido com integrantes do partido."

O ministro da Defesa afirmou que nos próximos dias, quando a empresa der prosseguimento ao processo de demissão, que está sendo feito paulatinamente, ele vai comunicar antecipadamente o fato aos interessados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.