Jobim diz que relacionamento com Dilma é 'ótimo'

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, desmentiu hoje que haja qualquer mal-estar com a presidente Dilma Rousseff, negando rumores publicados pela imprensa. Na semana passada, o jornal Valor Econômico publicou a informação de que Jobim pensava em deixar o cargo por se sentir desprestigiado. Indagado sobre o relacionamento com a presidente Dilma, Jobim disse que é "ótimo". "Não sei de onde eles tiraram isso. Não mandei recado nenhum. Eu não mando recado. Se tivesse desprestigiado já não estaria aqui", afirmou aos correspondentes brasileiros em Buenos Aires, na Argentina.

MARINA GUIMARÃES, Agência Estado

14 de fevereiro de 2011 | 13h02

Jobim negou também que a presidente tenha pedido que o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, trate da compra de caças aéreos para a Força Aérea Brasileira (FAB). "Isso também é invenção da imprensa. Eu perguntei ao Pimentel e ele disse que não foi encarregado de tratar desse assunto", afirmou.

Sobre a versão de que a presidente já tenha escolhido a norte-americana Boeing para a compra dos caças para a FAB, Jobim disse que "isso não tem fundamento nenhum. Isso é coisa de lobista. Isso é a imprensa que inventou". O ministro da Defesa informou que vai despachar com a presidente Dilma nesta terça-feira, a fim de tratar da compra dos caças e de outros assuntos da Defesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.