Jobim assume TSE pedindo laudo sobre urna eletrônica

O ex-ministro da Justiça do primeiro governo Fernando Henrique Cardoso, Nelson Jobim, tomou posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciando que deve pedir à Unicamp um laudo técnico sobre a confiabilidade da votação eletrônica. Nelson Jobim defendeu, indiretamente, a permanência de governantes no cargo durante a campanha eleitoral. Ele disse que o projeto que discute a desincompatibilização é político, mas afirmou que, nas últimas eleições, menos de 50% dos prefeitos se reelegeram.Sem constrangimentos, o ministro confirmou a amizade com o presidente Fernando Henrique, mas disse que esses laços não interferirão em seu trabalho como presidente do TSE. "Sou independente", garantiu. "Ninguém faria qualquer tipo de pedido para mim, sabem com quem estão lidando", completou. Nelson Jobim também contou que está preparando uma lista com temas dúbios sobre eleições, denominados pelo ministro de ?gargalos?. Ele pretende apresentar em breve a lista a parlamentares, para dirimir essas dúvidas.Dentre elas, está a possibilidade de o vice-governador que já se reelegeu se candidatar nas próximas eleições ao cargo de titular. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), estaria nessa situação se quisesse concorrer ao governo do Estado no próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.