João Paulo sugere Comissão Mista sobre Cooperativismo

O presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha, sugeriu hoje a criação de uma comissão mista no Congresso Nacional para que os parlamentares possam analisar todos os projetos que tramitam no Congresso referentes ao cooperativismo. "A idéia é analisar todas as propostas e elaborar um novo arcabouço jurídico para o sistema cooperativista. Vamos fazer um ´bem bolado´ no Congresso Nacional", afirmou o presidente da Câmara, lembrando que a proposta será apresentada ao presidente do Congresso, senador José Sarney. Ele disse que a proposta de criação de uma comissão mista evita que os deputados aprovem "uma coisa e os senadores mudem". João Paulo Cunha disse que a escolha do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ocupar a Pasta, é uma indicação de que o cooperativismo tem prioridade no governo atual. O presidente da Câmara disse, ainda, que é preciso separar o joio do trigo, pois em períodos anteriores algumas pessoas em nome das cooperativas adotaram postura errada. O presidente da Câmara observou que a filosofia do cooperativismo de unir pequenos produtores pode ser uma das alternativas para o País. "A união dos pequenos forma um grande grupo que pode competir com os grandes", disse. Ele acrescentou que "é inaceitável num País com as dimensões do Brasil, o cooperativismo ser uma atividade tão pouco explorada". O deputado disse, ainda, que o ministro Rodrigues tem suas bases no cooperativismo, mas que deixou de ser ´filho´ desse segmento. "Roberto Rodrigues é o novo filho querido do presidente da República", afirmou ele.João Paulo Cunha salientou que o agronegócio tem bons números para apresentar e que no fim do ano os resultados do setor serão expressivos. "Os bons números da agricultura são resultado da ousadia do atual governo", garantiu. Em seu discurso, João Paulo Cunha também se referiu à chegada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. "Houve uma mudança no paradigma e uma nova interpretação das condições sociais do País", concluiu. João Paulo Cunha participou hoje de café da manhã oferecido pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.