João Paulo pede tranqüilidade à Câmara e ao Senado

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha, pediu hoje tranqüilidade à Câmara e ao Senado nas discussões sobre a criação da CPI para apurar o caso Waldomiro Diniz. "O Brasil não pode conviver por muito tempo com essa situação. Se a gente observar bem o pânico hoje nos mercados, a gente vai ver o tamanho da nossa responsabilidade", disse.O presidente da Câmara disse que ajudar o País é olhar para frente e trabalhar para restabelecer a tranquilidade "Quem quer ajudar o Brasil neste momento não deve apagar o fogo com gasolina", afirmou.Perguntado se estava se referindo à bancada do PT no Senado, que propôs uma CPI ampla para investigar o financiamento de campanha envolvendo todos os partidos, João Paulo declarou que o importante é o País ter tranqüilidade. "Não vale a pena ficar buscando revanche", reforçou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.