João Alves tem enterro discreto em Salvador

Apenas os familiares e uns poucos amigos que restaram, após seu afastamento da política, em 1993 compareceram ao enterro do ex-deputado federal João Alves, no cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas, em Salvador. O enterro, inicialmente previsto para as 17 horas, foi antecipado. Um dos filhos, Landulfo Alves, disse que nenhuma autoridade havia sido convidada, pois a família preferiu uma cerimônia a mais simples possível. Ele dava assistência ao pai depois que o câncer no pulmão foi diagnosticado há três anos.Há 15 dias, João Alves estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Português, um dos mais bem equipados de Salvador. No domingo, não resistiu aos efeitos da retenção de líquido nos pulmões.Aos 85 anos, Alves passava os dias recluso, em companhia dos filhos, dois homens e duas mulheres, e dos sete netos. O afastamento da política, por causa de acusações de tráfico de influência, em 1993, abateu seu ânimo. João Alves foi quatro vezes deputado federal pela Arena, uma pelo PDS e outra pelo PFL, sempre aliado aos grupos políticos mais conservadores. Em 1990, conquistou 69 mil votos como deputado constituinte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.