Jereissati nega que empresa tenha recebido recursos da Sudene

A assessoria de imprensa do governo do Ceará, Tasso Jereissati, distribuiu nota negando que a imobiliária Jereissati S.A. tenha recebido recursos da Sudene. Eis a íntegra da nota:"A imobiliária Jereissati S.A. nunca foi beneficiária de recursos da Sudene. Sobre a citação da empresa Frutop no relatório da CPI do Finor, é necessário esclarecer que é absolutamente improcedente esta informação. Em nenhum momento houve obrigatoriedade de devolução de recursos para os cofres da Sudene, por parte da referida empresa. O que houve foi que, na época do governo Collor, a fiscalização da Receita Federal lavrou um auto de infração no valor de CR$ 18 milhões contra a Frutop. Convicta de que a cobrança era legítima a empresa pagou, mas recorreu, como era do seu direito, à Justiça, que lhe deu ganho de causa, determinando que o valor pago fosse restituído na sua integralidade à Frutop. Isso foi feito por força de decisão da Justiça Federal do Ceará transitada em julgado, que deu origem ao precatório nº 12.265."Assina:Assessoria de Imprensa dogovernador Tasso Jereissati

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.