Jeferson Peres quer reavaliar prazo dado por Barbalho

O senador Jeferson Peres (PDT-AM), suplente no Conselho de Ética, disse hoje que o prazo de quinze dias definido pelo presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), para que a mesa da Casa decida sobre a abertura de processo de cassação dos senadores Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) e José Roberto Arruda (sem partido - DF), precisa ser reavaliado. Para o senador, se a decisão da mesa demorar, "é um mau sinal, indício de costura de acordo". A sessão do Conselho de Ética já foi aberta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.