Jeany Mary Corner não precisará testemunhar

A promotora de eventos Jeany Mary Corner, que organizava festas com garotas de programa para políticos da base aliada, foi dispensada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, de contar à Justiça o que sabe sobre o esquema do mensalão. Souza desistiu de arrolar Jeany e outras quatro pessoas como testemunhas de acusação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.