Jarbas Vasconcelos rebate críticas de 'aliado' em PE

O senador e candidato ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB) classificou hoje como "mau caráter" seu "aliado", o deputado estadual Pedro Eurico (PSDB). Em entrevista ao Jornal do Commercio, ontem, o deputado acusou Jarbas de usar os mesmos meios que agora critica por estarem sendo utilizados pelo governador Eduardo Campos (PSB), que busca a reeleição. Diante da debandada de prefeitos do PSDB e de outros partidos oposicionistas ao palanque governista, Jarbas tem feito duros ataques a Campos, a quem taxa de "arrogante, prepotente, cooptador e adepto do toma-lá-dá-cá". Chegou a citar alguns prefeitos que foram alvo da suposta cooptação.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

02 de agosto de 2010 | 19h58

O governador não comenta as acusações, mas o tucano Pedro Eurico tratou de defendê-lo na entrevista ao afirmar que o "que Eduardo faz agora, na tentativa de cooptar quadros", é o que o mesmo que "o doutor Jarbas Vasconcelos fez quando governador". Pedro Eurico também destacou as afinidades do PSDB estadual com o PSB de Eduardo Campos: "O maior partido de oposição no Estado (o PSDB) tem sua origem no PSB". E avaliou que o PMDB de Pernambuco se limita "a Jarbas e alguns no seu entorno". Para ele, o PSDB pernambucano "anda com os próprios pés".

"Se ele queria aderir (a Campos) que arrumasse outra fórmula, não essa miúda, vergonhosa, de expor na imprensa essas coisas", reagiu irritado o peemedebista. Para ele, Eurico é "dissimulador".

Com poucos recursos e enfrentando um adversário aprovado pela população e apontado como vencedor das eleições no primeiro turno pelas pesquisas de opinião até agora realizadas, Jarbas comanda a coligação Pernambuco Pode Mais (PMDB, PSDB, DEM e PPS), que visa a dar um palanque para o tucano José Serra em Pernambuco. Seu relacionamento com o senador Sérgio Guerra, principal liderança tucana em Pernambuco, está estremecido e a entrevista de Pedro Eurico foi realizada no momento em que eles tentavam minimizar esse afastamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.