Jarbas usa quebra de sigilo na Receita em propaganda

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), candidato ao governo de Pernambuco, usou o horário gratuito na televisão da tarde de hoje para, em nome da oposição do Estado, fazer o "mais veemente protesto contra essa ignomínia", como definiu a quebra de sigilo fiscal de tucanos e de Verônica Serra, filha do presidenciável tucano José Serra, na Receita Federal. "É lamentável", disse o peemedebista, no programa.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

03 de setembro de 2010 | 16h47

No vídeo, ele lamenta o episódio "envolvendo, nesse momento, a filha do nosso candidato à presidência José Serra" e afirma já ter denunciado várias vezes o aparelhamento de órgãos e instituições federais pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo PT.

"Esse já é o quinto, sexto, sétimo, oitavo caso de violação de sigilo fiscal." Jarbas Vasconcelos afirmou que "isso só existe em regimes autoritários, em regimes ditatoriais". Ao iniciar o pronunciamento, ele pediu permissão a todos para falar "de um assunto que diz respeito a todo o Brasil e que toda pessoa livre e com espírito de formação democrática deve falar".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.